Brasão da Prefeitura Municipal de Jaguaribe
Expo Jaguar 2017

INÍCIO > NOTÍCIAS > MATÉRIA

Fundo de Desenvolvimento Industrial: O foco agora é na Ciência, Tecnologia e Inovação

O FDI do Ceará será reformulado nos próximos meses e direcionará incentivos para indústrias com foco na ciência, tecnologia e inovação.

15 de julho de 2015 às 17:00

Nicole Barbosa.

O Fundo de Desenvolvimento Industrial (FDI) do Ceará, criando pela Lei Estadual Nº 10.367, de 7 de dezembro de 1979 e que tem como principal objetivo implantar, ampliar, diversificar, recuperar e modernizar as unidades industrias, será reformulado mais uma vez. O documento a ser entregue pela secretária de Desenvolvimento Industrial, Nicolle Barbosa, ao governador Camilo Santana nos próximos meses tem como principal diferencial direcionar os incentivos fiscais e outros possíveis benefícios proporcionados pelas políticas públicas para o desenvolvimento das indústrias que têm foco na ciência, tecnologia e inovação. Hoje a lei de incentivos já sinaliza como diferenciais competitivos a distância entre o município em que será implantada a fábrica e Fortaleza e o número de empregos gerados pelo novo empreendimento.

Justificando a “nova estratégia de sobrevivência” e promoção industrial em entrevista concedida ao jornal Diário do Nordeste a secretária Nicolle Barbosa rebateu as críticas direcionadas aos incentivos, taxando-os de “guerra fiscal”. Segundo ela tudo não passa de um “apelido” com o fim de desqualificar os esforços voltados para a atração dos novos investidores. “Não devemos medir forças com São Paulo em virtude das nossas peculiares dificuldades”, esclarece. A alternativa viável passa a ser então estimular essa nova vocação do Ceará, um caminho a trilhar, base de um “circulo virtuoso” capaz de proporcionar mais emprego, renda e crescimento da arrecadação.

Pauta positiva

Buscando preparar Jaguaribe para competir com os outros municípios que também buscam atrair novas unidades industriais, o prefeito José Abner estabeleceu uma estratégia local com diferenciais competitivos capazes de despertar interesse e atrair capital e trabalho. Os terrenos no Distrito Industrial estão sendo regularizados, em parceria com o Governo do Estado será construída uma adutora que vai garantir do abastecimento de água das fábricas e outros itens da infraestrutura estão sendo revisados, como energia elétrica, acessos e comunicação. Também requer especial atenção a formação de mão de obra especializada o que motivou a criação da pasta local de Ciência e Tecnologia.