Brasão da Prefeitura Municipal de Jaguaribe
Natal de Amor e Luz 2017

INÍCIO > NOTÍCIAS > MATÉRIA

Ceará tem a terceira maior frota de motocicletas do Brasil

Em 2014 o IJF atendeu mais de 40 vitimas de acidentes de moto por dia.

07 de julho de 2015 às 16:27

Em setembro de 2009 eram 560 mil motocicletas circulando no Ceará. Quatro anos depois, em setembro de 2014, os números quase dobraram: os veículos do tipo passaram para 1.11 milhão, a terceira maior frota do Brasil; um crescimento de 98%, segundo o Departamento Nacional de Trânsito – Denatran. Em proporções semelhantes cresceram os acidentes: em 2011 ingressavam, em média, por mês, no Instituto José Frota (IJF), o maior hospital de urgência e emergência do Estado, 623 vitimas de acidentes com motos. Em 2014, a média ultrapassou 1.270 registros.

A melhoria da renda do brasileiro no ano passado, as facilidades ofertadas por ocasião da compra e a maior mobilidade impulsionaram as vendas. O Ceará tem a terceira maior população do Nordeste, mas em seu território circula a maior quantidade de motos da Região. Supera também a região Norte, em 69,8%, e o Centro-Oeste, em 62,4%. Aqui a proporção é de um veículo para 7,9 pessoas, enquanto no Brasil é de uma moto para cada 10,57 habitantes. As duas maiores frotas circulam em São Paulo e Minas Gerais.

O interior do Ceará abriga o maior número de motos do Estado, 78,3%, de acordo com as estatísticas divulgadas pelo Departamento Estadual de Trânsito – Detran/CE. E do interior chegam ao IJF todos os dias um grande número de acidentados que ocupam a maioria dos leitos: 70% das internações são motivadas por traumas ocasionados pelos acidentes com esse meio de transporte. As vitimas são cada vez mais jovens, dirigem sem habilitação, não usam equipamentos de segurança, em especial o capacete para proteção da cabeça, e dirigem em alta velocidade ou alcoolizados.

“Nós, os desordeiros, vivemos imersos num mar de pequenas delinquências cotidianas que já não notamos, ou então achamos que fazem parte natural e inevitável da vida”.

João Ubaldo Ribeiro. Escritor. Revista VEJA, edição 2333 – ano 46, nº 32, 7 de agosto de 2013.